Dicionário das marcas

 

ATARI. Estados Unidos. Vídeo game. 1971. 

atari

   A história do vídeo game começa em meados do século XX, quando meia dúzia de jogos básicos foram criados nos primeiros computadores desenvolvidos pelas Forças Armadas dos EUA. No entanto, a bilionária indústria que conhecemos hoje surgiu mesmo com o trabalho de dois gênios: Nolan Bushnell e Ted Tabney. 

   No início da década de 70 os dois tiveram contato com jogos instalados nos computadores de laboratórios de informática de algumas universidades americanas. Até então essa era uma diversão estritamente universitária, restrita ao público dos campus. A grande sacada de Bushnell e Tabney foi tirar o vídeo game da universidade, usando um computador especificamente para rodar jogos. Montado numa estrutura em madeira ou plástico, esse computador permitia que a pessoa jogasse mediante a inserção de moedas. 

   Terminado o protótipo, eles instalaram um jogo chamado Computer Space e deixaram a máquina em um bar perto da faculdade. No dia seguinte, o compartimento de moedas estava cheio, mostrando o potencial daquele que é considerado o primeiro arcade comercial. 

   A idéia fez sucesso e colocou Bushnell e Tabney no mapa. Porém, alguns meses depois do lançamento do Computer Space, chegava ao mercado o Magnavox Odyssey, o primeiro console. A grande novidade era que o Odyssey podia ser jogado em casa, usando a televisão. 

   Pensando que essa era a grande idéia por trás dos vídeo games, Bushnell e Tabney continuaram com os arcades, mas resolveram abrir uma nova empresa para fabricar consoles também. O nome escolhido para a companhia foi Syzygy Engineering. No entanto, essa marca já estava registrada e eles precisaram achar outra. A segunda opção foi apresentada por Nolan, fã incondicional de um jogo de tabuleiro chamado Go. 

   Criado na China, o Go se parece um pouco com o xadrez. Uma das diferenças é que nele, quando você ameaça a peça do adversário, é seu dever informá-lo por meio da palavra atari. É algo como o “xeque” do xadrez, exceto por esse termo só ser usado quando somente o rei é ameaçado, enquanto o “atari” é falado quando qualquer peça do oponente é ameaçada. 

   Pois bem, três anos de pesquisa depois a empresa lança o Atari VCS (Vídeo Computer System), console que rodava os jogos da marca que já tinham sido sucesso em arcade. As vendas foram mal no começo, uma vez que o preço da máquina era salgado (200 dólares). Desiludido, Bushnell vende a companhia para a empresa Warner, porém continua na presidência. 

  Com uma gerência mais eficiente e com o barateamento dos componentes de informática, o preço do Atari VCS cai. É lançada então uma nova versão, o Atari 2600, essa sim um enorme sucesso, vendendo 30 milhões de unidades, principalmente por causa de jogos como o Pong e Pac Man. O mundo jamais seria o mesmo depois do Atari 2600. 
 

Curiosidades de Sobremesa: 

1 – O número 2600 no nome do console tem uma história complicada. Ela começa com John Draper, o cara que cunhou o termo phreaker (phone+freak). Phreaker é o hacker da telefonia, ou seja, um hacker que usa o sistema telefônico para aprontar. Pois bem, Draper tinha um amigo chamado Joe Engressia, um deficiente visual. Certo dia Engressia descobriu que um apito que vinha dentro da caixa de cereais da marca Captain Crunch vibrava exatamente na freqüência de 2600 hertz quando assoprado. Acontece que essa mesma freqüência era usada pela AT&T para comunicar ao seu sistema que determinado telefone estava autorizado a fazer uma chamada de longa distância. Depois de alguns testes, Draper criou uma caixa que emitia a freqüência exata e conseguiu ligar de graça. Com o tempo ele descobriu mais freqüências e, depois que foi descoberto, obrigou a AT&T a mudar todo o padrão do sistema. Agora famosa, a história de Draper (apelidado de Captain Crunch) inspirou um dos engenheiros do Atari, que sugeriu usar o número 2600 no nome do console. 

2 – Outra teoria diz que o 2600 é só um número de série de uma das peças do console. Nada demais. 

3 – Sabe por que Bushnell e Tabney não puderam ficar com a marca Syzygy? Porque uma fábrica de velas já havia registrado o nome. Syzygy é um termo derivado da palavra em latim syzygia. Significa conjunção. 

4 – O primeiro jogo de vídeo game criado se chamava “Tennis for Two”, um simulador de tênis. Concebido em 1958 num laboratório militar de eletrônica, o jogo era disputado num osciloscópio. 

5 – Antes de terem seus próprios consoles, Sega e Nintendo produziram jogos que rodavam no Atari. 

6 – O logo da Atari foi criado pelo artista George Opperman. De acordo com ele, o símbolo é uma letra A estilizada. Curiosamente o logotipo fez com que no Japão o Atari fosse apelidado de Fuji, pois alguns consumidores pensavam que o desenho era parecido com a silhueta do monte Fuji. 

7 – Uma das versões do Atari 2600 foi apelidada de Darth Vader por causa do seu visual em plástico negro. 

8 – Os primeiros modelos da Atari funcionavam com 128 bytes de memória Ram. 

9 – O protótipo do primeiro console da Atari se chamava Stella. O nome foi escolhido por um dos engenheiros eletrônicos que trabalhavam na equipe. Ele tinha uma bicicleta francesa muito antiga. A marca da bike? Stella. 

10 – Em 1984 a empresa começou sua decadência nos EUA, após a chamada Crise dos Vídeo Games. Endividada, a companhia foi vendida sucessivas vezes. Atualmente pertence à Infogrames. Jamais repetiu o sucesso do Atari 2600.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: